PRIMEIROS ESTUDOS SOBRE PLANTA DE GERAÇÃO DE HIDROGÊNIO EM ITUMBIARA DEVEM SER FINALIZADOS NESTE MÊS | Petronotícias





PRIMEIROS ESTUDOS SOBRE PLANTA DE GERAÇÃO DE HIDROGÊNIO EM ITUMBIARA DEVEM SER FINALIZADOS NESTE MÊS

1623-noticiaInaugurada recentemente por FURNAS, a planta para estudos sobre a geração de hidrogênio verde na usina de Itumbiara, entre Minas Gerais e Goiás, entra em nova etapa. De acordo com a empresa, devem ser finalizados neste mês as primeiras pesquisas com os resultados sobre a sinergia entre as fontes hidrelétrica e solar com armazenamento de energias sazonais e intermitentes em sistemas de hidrogênio.

Para lembrar, a Eletrobras FURNAS inaugurou no final de dezembro uma planta para estudos sobre a geração de hidrogênio verde. Com um investimento de R$ 45 milhões, a ideia é ganhar conhecimentos para todo o setor elétrico brasileiro e contribuir para a transição da matriz energética do país. O objetivo principal do projeto é testar o armazenamento de energias sazonais e intermitentes e sua inserção no Sistema Interligado Nacional (SIN). Você pode conhecer mais sobre esse empreendimento ao lado desta reportagem, na seção VÍDEO EM DESTAQUE.

WhatsApp Image 2021-12-09 at 12.06.17 (2)O sistema instalado em Itumbiara conta com energia gerada por um sistema fotovoltaico que alimenta um eletrolisador. Esse eletrolisador produz o hidrogênio a partir de processo físico-químico com a água. O hidrogênio é armazenado em forma de gás em um tanque com capacidade de 900 m³ a 27 bar, instalado na planta. E, por fim, uma célula de combustível é usada para reconversão da energia química contida no hidrogênio em energia elétrica.

Outro projeto de pesquisa e desenvolvimento que está em curso na planta de Itumbiara está relacionado com estudos para uso do hidrogênio como combustível sem a etapa da reconversão em eletricidade. “Considerado um desdobramento – e um avanço – do projeto inicial, este [estudo] traz o título ‘Plataforma de desenvolvimento e demonstração de tecnologias do hidrogênio associada à planta de geração fotovoltaica e de armazenamento de energia na UHE Itumbiara’, e será conduzido entre 2022 e 2024”, detalhou FURNAS.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of