PRIO VENCE ARBITRAGEM E FICA COM 100% DO CAMPO DE WAHOO, NA BACIA DE CAMPOS | Petronotícias





PRIO VENCE ARBITRAGEM E FICA COM 100% DO CAMPO DE WAHOO, NA BACIA DE CAMPOS

PRIO_01[21270]A PRIO termina a semana com motivos para comemorar. A operadora independente anunciou hoje (12) que recebeu da Câmara de Comércio Internacional (ICC) uma decisão favorável em uma disputa arbitral contra a IBV Brasil. Assim, a PRIO terá direito a 100% do petróleo a ser produzido no campo de Wahoo, na Bacia de Campos.

A ICC disse que não encontrou nenhuma violação contratual por parte da PRIO ou de qualquer uma de suas subsidiárias devido à declaração de operações exclusivas da Wahoo. Assim, a empresa continuará a executar o projeto de forma independente e terá direito a 100% do petróleo produzido.

Para entender a disputa entre PRIO e IBV Brasil, é preciso voltar no tempo. A PRIO havia declarado a comercialidade do campo em dezembro de 2021. A IBV Brasil, que possuía 35,7% de participação no campo, contestou a medida e não quis participar do investimento, alegando que faltavam informações necessárias para o desenvolvimento do ativo.

No início de 2022, a IBV conseguiu na Justiça uma decisão para suspender o processo de declaração de comercialidade do campo de Wahoo. A PRIO conseguiu reverter a medida na 7ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Em fevereiro de 2022, as duas companhias decidiram levar a questão de Wahoo para a esfera arbitral.

A descoberta de óleo em Wahoo aconteceu em 2008. O campo fica a cerca de 35 km ao norte de Frade (também operado pela PetroRio), com lâmina d’água de 1.400 metros. Segundo a petroleira, a área conta com 126 milhões de barris recuperáveis de óleo (1C). O Plano de Desenvolvimento do campo pressupõe a interligação de Wahoo ao FPSO de Frade. A ideia da PetroRio é formar um cluster de produção, com o compartilhamento de infraestrutura entre os campos de Frade e Wahoo.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of