RAÍZEN INICIA OPERAÇÃO DE DUAS USINAS FOTOVOLTAICAS NO INTERIOR DE SÃO PAULO PARA ATENDER A AGEA | Petronotícias





RAÍZEN INICIA OPERAÇÃO DE DUAS USINAS FOTOVOLTAICAS NO INTERIOR DE SÃO PAULO PARA ATENDER A AGEA

salibaA Raízen iniciou operação de duas usinas fotovoltaicas na cidade de Taquaritinga (SP) para o fornecimento de energia renovável a duas concessionárias da Aegea Saneamento. As concessionárias atendidas pelo projeto são a Mirante e Águas de Matão, localizadas nas cidades de Piracicaba e Matão, no interior de São Paulo, administradas pela Regional SP da Aegea. Juntas, as plantas ocupam uma área de aproximadamente 164 hectares e possuem 12 mil painéis para captação da luz solar, com capacidade para gerar 200 MWh de energia limpa por mês. Esse volume poderia abastecer o consumo mensal de cerca de 1.400 residências brasileiras e evitar a emissão de 20 toneladas de carbono na atmosfera. Além da economia e previsibilidade de custos que o uso da energia renovável proporciona, o acordo entre as empresas contribui para o compromisso da Aegea Saneamento com a sustentabilidade em suas unidades operacionais. A companhia vem concentrando esforços na redução dos índices de perdas de água, no aproveitamento dos resíduos gerados pelo tratamento do esgoto para movimentar uma economia circular e no uso dos recursos naturais em suas concessões, priorizando uma matriz energética renovável combinada com o aumento da eficiência, com grande parte das suas concessionárias já operando com energia solar.

A parceria da Regional SP com a Raízen segue modelo de outras unidades do grupo que possuem contratos similares com a Raízen e outros parceiros estratégicos, ememerson operação ou em implantação nos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Amazonas, Piauí, Maranhão, Santa Catarina, além de São Paulo. “Avançar nessa parceria com a Raízen é muito gratificante para nós. A energia é o principal insumo utilizado em nossas operações e a adoção de fontes de energia limpas, renováveis e que contribuem para a redução de emissões na atmosfera não é uma escolha e sim uma prioridade para a Aegea”, disse Emerson Rocha, gerente de Gestão de Energia e Eficiência Energética da Aegea. “Nos comprometemos, inclusive, com a redução do consumo deste insumo, o que reforça o compromisso da companhia na agenda ESG. Até 2030 reduziremos em 15% o consumo específico raizende energia, medido em kWh/m³, compromisso atrelado a uma emissão de um Sustainability-Linked Bonds (SLB), operação inédita para empresas de saneamento no Brasil”, acrescentou.

Já o vice-presidente de Energia e Renováveis da Raízen, Frederico Saliba, declarou que a empresa está muito feliz em dar mais esse passo na parceria com a Aegea Saneamento e para a descarbonização da economia. “O nosso objetivo é promover sempre a melhor experiência aos nossos clientes por meio da eficiência, melhor custo e sustentabilidade. E é por este motivo que estamos nos consolidando no mercado como uma empresa one-stop-shop em soluções renováveis”, afirmou.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of