SAAB E A EMBRAER DEFESA CONFIRMAM SUCESSO DA CONSTRUÇÃO DO GRIPEN E JÁ MONTAM O CAÇA NO BRASIL

production-line---2A Saab entregou mais dois novos caças Gripen E para a Força Aérea Brasileira (FAB). Os aviões chegaram ao Brasil na última sexta feira, em Santa Catarina, e voaram diretamente para a Base Aérea de Anápolis, responsável pela operação dos caças.  As aeronaves de matrículas FAB 4105 e FAB 4106 foram conduzidas pelos pilotos da FAB Tenente-Coronel Cristiano de Oliveira Perez e Major Abdon de Rezende Vasconcelos em um voo de aproximadamente 1h30min. Com estes, a Força Aérea Brasileira passa a contar com 6 caças Gripen E em operação. A entrega desses aviões também fez parte da inauguração da linha de montagem final na Embraer,  que é a única do Gripen E fora da Suécia. Uma  marca da entrega de uma das contribuições mais significativas para o caça no Brasil. Com o Centro de Projetos e Desenvolvimento do Gripen (Gripen Design and Development Network – GDDN), o Centro de Ensaios em voo do Gripen e agora a linha de montagem, a fábrica da Embraer em Gavião Peixoto (SP) abriga os estágios de desenvolvimento, produção e testes da aeronave.

Desde a assinatura do contrato para o fornecimento de 36 caças, sendo 28 Gripen E (versão monoposto) e 8 Gripen F (versão biposto), à Força Aérea Brasileira, em 2014,INAUGURACAO LINHA DE PRODUCAO GRIPEN 1 (1) a Saab e a Embraer trabalham juntas no maior projeto de transferência de tecnologia em curso no país. Recentemente, com a assinatura do Memorando de Entendimento entre as empresas, a linha de produção também se tornou uma oportunidade para novos negócios. Micael Johansson, presidente e CEO da Saab, disse: “O início das operações da linha de produção do Gripen marca o nosso compromisso com a transferência de tecnologia e de conhecimento para a indústria brasileira. Aqui, produziremos 15 das 36 aeronaves atualmente contratadas pela Força Aérea Brasileira. O objetivo também é produzir aqui quaisquer pedidos futuros de Gripen para o Brasil, bem como de outros países. Queremos que o Brasil se torne um centro de exportação para a América Latina e, potencialmente, para outras regiões”.

Bosco da Costa Junior, Presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança, também se pronunciou na entrega dos dois caças: “Celebramos hoje não só a inauguração da linha de produção do caça Gripen, mas o sucesso da colaboração entre a Saab e a Embraer, que se fortalece a cada dia com o objetivo comum de servir ao nosso cliente, a Força Aérea Brasileira. Desde o início a Embraer tem tido um papel relevante no programa Gripen, participando, por exemplo, do desenvolvimento da versão brasileira da aeronave biposto. Como uma evolução natural dessa relação, esperamos que em breve possamos juntos expandir nossos negócios em novos mercados”.

gripen1A linha de produção na Embraer recebe as aeroestruturas dos caças produzidas na fábrica de Linköping, na Suécia e de São Bernardo do Campo (SP). Na linha de montagem o avião de combate será produzido com a junção dessas aeroestruturas, a instalação de cablagens, equipagem de vários sistemas, trem de pouso, aviônicos, equipamentos táticos, canopi, assento ejetável e motor. Depois que a montagem do caça é concluída, são realizados testes funcionais e de voos de produção para preparar a aeronave para a entrega final. A fábrica da Embraer será responsável pela produção de 15 caças Gripen E. As unidades montadas no Brasil serão entregues a partir de 2025. Para adquirir as habilidades necessárias para a produção de caças supersônicos no Brasil, técnicos da Embraer realizaram treinamentos teóricos e práticos – os chamados on-the-job training – na Saab, em Linköping. Lá, eles trabalharam lado a lado com funcionários suecos para produzir as aeronaves que já foram enviadas para o Brasil.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of