STOLHAVEN E GES FORAM ESCOLHIDAS COMO OPERADORAS DE TERMINAL DE EXPORTAÇÃO DE AMÔNIA NO CEARÁ | Petronotícias





STOLHAVEN E GES FORAM ESCOLHIDAS COMO OPERADORAS DE TERMINAL DE EXPORTAÇÃO DE AMÔNIA NO CEARÁ

Guy BessantA Stolthaven Terminals e sua parceira Global Energy Storage (GES) foram selecionadas como potenciais operadoras para planejar, projetar, construir e operar um terminal de amônia verde em Pecém, no Ceará. O Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), formado pelo Porto do Pecém, uma área industrial e pela Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE), concedeu os direitos para as duas empresas após um processo de licitação de 15 meses envolvendo vários outros provedores globais de armazenagem.

Durante a próxima fase do projeto, e com o envolvimento do CIPP e dos produtores de amônia, a engenharia básica do terminal será desenvolvida antes da assinatura do contrato final com o CIPP. O desenvolvimento de um terminal de amônia verde na Zona Industrial de Exportação (ZPE) do Complexo do Pecém atenderá à produção de hidrogênio verde e à exportação dessa produção através da amônia verde, permitindo que os mercados acessem uma das fontes mais competitivas dessa energia renovável em nível global.

Meus agradecimentos ao CIPP por declarar a Stolthaven Terminals e a GES como vencedores da licitação. Estamos ansiosos para trabalhar com a GES, o CIPP e nossos futuros clientes no desenvolvimento de um terminal de classe mundial que será parte integrante da transição energética”, disse o presidente da Stolthaven Terminals, Guy Bessant (foto principal).

A amônia verde está sendo explorada como uma opção para descarbonizar a indústria naval outras como a siderurgia para reduzir as emissões de gases de efeito estufa na geração de energia e calor. Tem um bom potencial como transportador de hidrogênio em longas distâncias porque é facilmente liquefeito e tem uma densidade de hidrogênio mais alta em comparação com outros transportadores de hidrogênio de baixo carbono. Espera-se que a amônia desempenhe um papel importante no cumprimento da meta da União Europeia de importar 10 milhões de toneladas por ano de hidrogênio renovável até 2030. Espera-se que uma parte significativa desses volumes seja importada para a Europa.

Marcelo SchmittMarcelo Schmitt (foto à direita), Gerente Geral da Stolthaven Santos, acrescentou: “Estamos orgulhosos de termos sido escolhidos pelo CIPP como o parceiro para seu Hub de Hidrogênio. Este é mais um passo para executar nossa estratégia de crescimento e apoiar nossos clientes na transição para a energia verde. O Brasil está rapidamente se tornando uma nova potência de exportação de biocombustíveis e energias renováveis e nossa extensa experiência local e global, juntamente com a expertise de nosso parceiro GES, fará deste um desenvolvimento bem-sucedido e empolgante para a indústria e o setor logístico de armazenagem”.

Em 2023, a Stolthaven Terminals e a GES concordaram em formar uma parceria para desenvolver e operar um terminal de exportação de hidrogênio verde e seus derivados. A Stolthaven Terminals e a GES são fornecedoras líderes de serviços de armazenagem para líquidos e gases a granel, ambas com presença global e experiência comprovada no desenvolvimento de projetos de armazenagem e em grande escala. A Stolthaven Terminals também tem uma presença local estabelecida no Brasil, com 42 anos de experiência operando como fornecedora de armazenagem no Porto de Santos com vários prêmios de clientes por seu manuseio especializado de biocombustíveis e químicos de especialidade.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of