ANP PRORROGA PRAZO DE EXPLORAÇÃO DA TOTAL EM BLOCO NO CEARÁ

Brazil-nov-2015-MaximeRabilloudA Total ganhou mais tempo para a fase de exploração no bloco CE-M-661, na Bacia do Ceará. A Agência Nacional de Petróleo (ANP) concedeu mais 314 dias para o primeiro ciclo de investimentos na área, já que houve atraso durante o licenciamento ambiental para a atividade de levantamento sísmico.

A empresa francesa opera o bloco com uma participação de 45%. As fatias restantes pertencem às companhias Queiroz Galvão Exploração e Produção (25%) e Premier Oil (30%). Anteriormente, a Total também havia conseguido a prorrogação do prazo de exploração em blocos na Bacia da Foz do Amazonas.

Em dezembro do ano passado, o presidente da companhia no Brasil, Maxime Rabilloud, declarou que a participação da Total em novos leilões estava condicionada à extensão de prazos de exploração nas áreas que a empresa possui.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of