PRODUÇÃO MÉDIA NOS CAMPOS SOB REGIME DE PARTILHA ATINGIU O PATAMAR DE 921 MIL BARRIS DIÁRIOS NO MÊS DE AGOSTO

anitaEm agosto, a produção média dos contratos de partilha de produção atingiu 921 mil barris por dia (bpd), dos quais 43,9 mil bpd corresponderam à parcela da União. O período foi marcado pela entrada em operação do campo de Espadim, localizado no contrato de Norte de Brava, na Bacia de Campos. A Petrobrás arrematou essa área no 1º Ciclo de Oferta Permanente de Partilha de Produção, realizado em dezembro de 2023. O campo iniciou a produção em 21 de agosto, com o FPSO Anita Garibaldi. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (20) no Boletim Mensal dos Contratos de Partilha de Produção.

Com a entrada em operação do campo de Espadim, agora são oito contratos em produção no regime de partilha. No mês de agosto, o campo de Búzios manteve sua posição como o principal produtor nesse regime, com uma produção de 489 mil barris por dia (bpd). Em segundo lugar está o campo de Mero, com 219 mil bpd, seguido pelo campo de Sépia, com 100 mil bpd. Desde o início da série histórica em 2017, a produção acumulada atingiu 546,5 milhões de barris de petróleo, dos quais 31,4 milhões de barris pertencem à União.

No momento, quatro contratos produzem gás natural com aproveitamento comercial, com média de 3,21 milhões de m³/dia, sendo a maior parte (3 milhões) em Búzios. Os demais contratos são Entorno de Sapinhoá, Sudoeste de Tartaruga Verde e Sépia. A média diária do total do excedente da União no gás natural disponível foi de 46 mil m³/dia. Desde 2017, a produção acumulada soma 1,54 bilhão de m³ de gás natural com aproveitamento comercial, sendo 168,7 milhões de m³ da União.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of