SEGUNDA MAIOR TERMELÉTRICA DO BRASIL COMEÇARÁ A GERAR ENERGIA A PARTIR DE AMANHÃ NO PORTO DO AÇU

Segunda-maior-termelétrica-do-Brasil-inicia-operação-comercial-v2A ANEEL autorizou o início da operação comercial da usina termelétrica UTE GNA I, localizada no Porto do Açu, município de São João da Barra, Estado do Rio de Janeiro. A nova termelétrica vai começar a operar a partir de amanhã (16) Com capacidade instalada de 1.338,30 megawatts (MW), a UTE GNA I, movida à Gás Natural Liquefeito (GNL). A segunda maior usina termelétrica em operação no Brasil ficou pronta na hora certa, porque vai contribuir para dar mais garantia e mais suporte  no atendimento de energia elétrica ao Sistema Interligado Nacional – SIN. O diretor-geral da ANEEL, André Pepitone, ressaltou a importância do empreendimento: “A entrada dessa usina será muito benéfica para o setor, especialmente na atual conjuntura. A energia será injetada no sistema na região sudeste, a mais castigada com a estiagem dos reservatórios, sendo suficiente para atender 4 milhões de habitantes”.

No mesmo local, está sendo desenvolvida a UTE GNA Porto do Açu II, do mesmo agente empreendedor, com 1.672,6 MW de capacidade instalada. Esse empreendimento está previsto para entrar em operação em abril de 2024. O complexo termelétrico GNA será o maior da América Latina quando as duas térmicas (GNA I e GNA Porto do Açu II) estiverem em operação. A construção dos empreendimentos tem previsão de cerca de R$ 10 bilhões de investimento. No ápice da obra da UTE GNA I houve a mobilização de cerca de 5,5 mil trabalhadores.

5
Deixe seu comentário

avatar
2 Comment threads
3 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
Pedro TavaresTunico tinocoRedação PetronotíciasDiego Pedrosa Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Diego Pedrosa
Visitante
Diego Pedrosa

Boa noite…. Acredito que a segunda usina que está em construção e que entrará em operação em 2024 seja a GNA II.
GNA III e GNA IV estavam em processo de licenciamento e investimentos futuros, com pre aprovação em curso.

Pedro Tavares
Visitante
Pedro Tavares

Poderia ser mais cedo mas é boa notícia. Deveria haver mais projetos. Nossa dependência de uma matriz energética causou isso. Dica: fomentar mais projetos de energia nuclear, disparado a de melhor custo benefício.

Tunico tinoco
Visitante
Tunico tinoco

Gados… tudo de propósito, nada é por acaso!
Que coincidência né!!! Justamente quando esta havendo escassez de aguas em reservatórios, aparece a “gloriosa solução” as termelétricas ( privadas )
Ha varios vídeos e relatos de esvaziamento proposital dos reservatórios. Para encarecer as tarifas e enriquecer os empresários!
Acordem seus idiotas! A crise é criada, para deppis virem com a solução.

Pedro Tavares
Visitante
Pedro Tavares

Esquerdopata ficou nervoso que temos um governo que consegue fazer planejamento rápido e atua de acordo com a demanda. Acho que ele prefere ver o país em apagão pra justificar uma tentativa de golpe na democracia. “tomar o poder”, como seu camarada zé dirceu falou