CHINA PÕE EM OPERAÇÃO COMERCIAL A UNIDADE 5 DA USINA NUCLEAR DE HONGYANHE

XZXSSA unidade 5 da usina nuclear de Hongyanhe, na província chinesa de Liaoning, concluiu os testes de comissionamento e atendeu às condições para entrar em operação comercial. O anúncio foi feito pela China General Nuclear (CGN), que  agora tem 25 reatores de energia em operação comercial, com uma capacidade de geração combinada de 28.261 MWe. O reator de água pressurizada ACPR1000 de 1080 MWe, projetado internamente, concluiu uma série de testes de comissionamento, incluindo um teste com duração de 168 horas.  Embora a empresa ainda precise obter as licenças e a documentação necessária, a unidade agora pode ser considerada em operação comercial.

A CGN disse que o projeto de engenharia do Hongyanhe 5 implementou totalmente os requisitos de segurança nuclear introduzidos após o acidente na usina japonesa de Fukushima Daiichi. Implementou 36 melhorias técnicas, como fontes de água de resfriamento passivas de alto nível, fontes de água de reserva e fontes de alimentação de emergência móveis. O projeto da ACPR1000 tem as principais características técnicas das usinas nucleares de terceira geração com recursos de segurança aprimorados. Em termos de localização de equipamentos, a unidade 5 utiliza o sistema de controle digital Hemu de concepção nacional, que “amplia a aplicação de equipamentos domésticos em áreas técnicas essenciais”, segundo a CGN.

A construção da Fase I (unidades 1-4) da planta de Hongyanhe, compreendendo quatro reatores de água pressurizada CPR-1000. A fase II da planta – unidades 5 e 6 – compreende dois reatores ACPR-1000.  A usina de Hongyanhe pertence e é operada pela Liaoning Hongyanhe Nuclear Power Company (LHNPC), uma joint venture entre a China General Nuclear e a State Power Investment Corporation, cada uma detendo uma participação de 45%, com a Dalian Municipal Construction Investment Company detendo os 10% restantes. “A operação comercial da Unidade 5 otimizará ainda mais a estrutura de energia do Nordeste da China e aumentará a proporção de energia limpa”, disse o LHNPC. “De acordo com os cálculos, com cinco unidades agora em operação, a energia anual na rede pode chegar a 37,5 bilhões de kWh, o que equivale a cerca de 15% do consumo anual de energia da província de Liaoning”, acrescentou.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of