MESMO SOB A MIRA DE MÍSSEIS RUSSOS A UCRÂNIA QUER EXPLORAR SUA RESERVAS DE GÁS COMO ÚNICA ALERNATIVA POR ENERGIA | Petronotícias





MESMO SOB A MIRA DE MÍSSEIS RUSSOS A UCRÂNIA QUER EXPLORAR SUA RESERVAS DE GÁS COMO ÚNICA ALERNATIVA POR ENERGIA

UCANIAA guerra contra a Rússia está obrigando a Ucrânia a se mexer em busca de outras fontes de energia.  Alguns comentários vindos de países da União Europeia  falam que a Ucrânia estaria em   discussões com uma empresa de perfuração americana para começar a bombear gás de suas reservas, em grande parte inexploradas, em uma tentativa de abastecer a Europa, já que a região enfrenta uma crise de energia sem precedentes. Acredita-se que a empresa estatal de combustíveis fósseis do país esteja se preparando para comercializar as reservas para empresas internacionais do setor. Como um ex-estado soviético, a Ucrânia tem vários gasodutos que vão da Rússia à Europa. Nas últimas semanas, a Rússia reiniciou ataques com mísseis contra cidades ucranianas, incluindo Kiev, após uma explosão na ponte de Kerch que liga a Rússia à Crimeia, que incluiu o ataque à infraestrutura ucraniana.

Desde que a invasão começou, há quase oito meses, a Europa vive uma crise de energia, estimulada pela perturbação na Ucrânia e pelas sanções contra a Rússia. A UE –GUERA que até este ano dependia da Rússia para cerca de 40 por cento de seu consumo de gás e cerca de 27 por cento de seu petróleo – desde então prometeu se desfazer totalmente dos combustíveis fósseis de Putin. O bloco já havia começado a reduzir suas importações da Rússia quando, no início de setembro, a Gazprom anunciou que o gasoduto Nord Stream não reiniciaria o gás canalizado para a Alemanha após um fechamento temporário. O Nord Stream 2 – outro oleoduto que havia sido construído ao longo do Mar Báltico – foi desativado pela Alemanha e pela UE no início do ano.

Acredita-se que Vladimir Putin, o presidente russo, extrai grande parte dos fundos para a guerra na Ucrânia das receitas de petróleo e gás geradas pelas gigantes energéticas estatais do país. No entanto, sem o fornecimento da Rússia, os preços do gás dispararam, com muitas nações europeias se preparando para um inverno desafiador de combustível potencialmente em falta. A  Naftogaz, a gigante estatal de combustíveis fósseis da Ucrânia, está se preparando para comercializar suas reservas nacionais de gás e já está conversando com uma empresa americana não identificada. Segundo dados da BP e da Administração de Informações sobre Energia dos EUA, a Ucrânia tem a terceira maior reserva comprovada de gás natural da Europa, depois da Rússia e da Noruega, mas esses pontos já estão na mirado mísseis russos.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of