VOLTA A CRESCER A TENSÃO ENTRE GRÉCIA E TURQUIA PELA DISPUTA DAS RESERVAS DE GÁS NO MAR MEDITERRÂNEO

DCDCDCAinda é muito grande a tensão entre a Grécia e a Turquia pela disputa ao acesso às ricas reservas de gás natural no Mediterrâneo Oriental. Este pode ser o gatilho de uma guerra entre os dois países que, pelos argumentos de lado a lado, caminha para ser irreversível. A cada década ou mais, os dois países chegam perto de golpes por causa de um disputado pedaço de rocha ou trecho de água no Mar Egeu e outros pedaços aparentemente insignificantes do Mediterrâneo. Já houve pequenos estremecimentos em 1987 e  em 1996, e qualquer um deles poderia ter se tornado explosiva. Felizmente, o bom senso prevaleceu.

Só que desta vez os contornos estão sendo diferentes. Claro, por causa das reservas de gás que parecem ser potencialmente vastas de gás, e talvez petróleo. Elas estão em jogo e os países da região querem uma parte desse naco. Muitos estão entendendo, mas não a Turquia. As descobertas de gás deveriam unir os AQAQAQAQApaíses da região, incluindo os Territórios Palestinos, e fornecer-lhes energia barata e um fluxo constante de dólares de exportação. Em vez disso, a luta pelos direitos de exploração de injetou outra dose de ganancia que está  levando a região à uma situação volátil e bélica.

A situação é tão tensa que no dia 12 de agosto, uma fragata grega e uma fragata turca colidiram em águas disputadas entre Chipre e Creta. O navio turco era um dos cinco da frota que escoltava o navio de exploração de petróleo e gás Oruc Reis, que tem pintado em seu casco a bandeira da Turquia. A Grécia disse que a colisão foi um acidente. A Turquia interpretou  como uma provocação deliberada. Há quem diga que a possibilidade de uma guerra entre os dois países está em 50%.

Esta semana, a Grécia disse que vai comprar novas armas para conter a superior ameaça militar turca. A Grécia e seus aliados do Mediterrâneo também estão pressionando a União Europeia a impor sanções à Turquia se ela não retirar seus navios militares e navios de sísmica das águas cipriotas. O Mediterrâneo Oriental contém muito gás e parte dele já está sendo entregue por gasoduto ao Egito e Israel. A forma como os mapas das águas territoriais, plataformas continentais e zonas econômicas exclusivas (ZEE) são traçados significa que a Grécia e sua aliada, a República de Chipre, têm o maior acesso aos despojos submarinos no Egeu e grandes faixas do mar Levantino. Mas vai dizer isso para os turcos…

1
Deixe seu comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Pedro Tavares Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Pedro Tavares
Visitante
Pedro Tavares

Viva a República Turca de Chipre do Norte! Viva Mustafa Kemal Atatürk!