CEO DA NEOENERGIA DEFENDE A AMPLIAÇÃO DOS INVESTIMENTOS EM HIDROGÊNIO E ENERGIAS RENOVÁVEIS | Petronotícias





CEO DA NEOENERGIA DEFENDE A AMPLIAÇÃO DOS INVESTIMENTOS EM HIDROGÊNIO E ENERGIAS RENOVÁVEIS

neoenergiaO CEO da Neoenergia Mario Ruiz-Tagle participou do  encontro Mercado Global de Carbono – Descarbonização & Investimentos Verdes e reforçou o histórico de investimentos da companhia em energias renováveis e a expectativa de desenvolvimento de novas tecnologias em expansão no Brasil, como a energia eólica offshore e o hidrogênio verde. Ele lembrou que foi em 2006 a estreia da empresa em parques eólicos, com o início da  operação do   parque eólico Rio do Fogo (RN). Foi o primeiro desenvolvido com recursos do Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia (PROINFA). Hoje, são 44 parques em operação e construção, somando capacidade instalada total em eólica de 1,5 GW, com destaque para Neoenergia Oitis, localizado entre o Piauí e a Bahia.

Atualmente, a Neoenergia está à frente de estudos sobre o hidrogênio verde, com o projeto piloto de produção no Porto de Suape, em Pernambuco, desenvolvido em parceria com o governo estadual. Produzindo e utilizando energia limpa, livre de emissões de gases do efeito estufa. O CEO da companhia afirmou que o combustível poderá ser utilizado como opção mais limpa para a frota de veículos pesados: “Hoje, pela primeira vez, começamos a vivenciar um fenômeno que vai diferenciar o futuro do passado, o hidrogênio verde, que poderá ser transportado e abrirá as fronteiras de energia do Brasil. Só vamos conseguir acelerar a transição energética com duas questões, na minha opinião: a cultura da sociedade e o ambiente de negócios”.

Entre os investimentos para a descarbonização, além da expansão das fontes renováveis, está o fomento à infraestrutura para o crescimento da mobilidade sustentável do país. Mario Ruiz-Tagle citou como exemplo o projeto Corredor Verde, que integra o Programa de Pesquisa e Desenvolvimento  da Neoenergia, regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A companhia instalou a maior eletrovia do Nordeste, com 18 estações de recarga entre Salvador (BA) e Natal (RN):  “O objetivo é gerar confiança nos consumidores sobre o principal questionamento: qual é a segurança no uso do veículo elétrico? Hoje, a principal discussão é quanto se pode percorrer com um veículo elétrico”. De acordo com Mario Ruiz-Tagle, devido ao potencial do Brasil no cenário de transição energética, o país pode ter um papel de protagonismo na 27ª Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas, que será realizada este ano, no Egito. No evento, serão discutidos, entre outros temas, o financiamento para ações de adaptação climática e o rumo à neutralidade de carbono.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of